09 agosto 2010

... in black


Roubada daqui





(VI)




Provaste(me) que a intimidade está na palma da mão,
fruto da linguagem natural, que do corpo emana
e, em silenciosos verbos... a mente exclama...

Beijaste-me cum furor
Mexeste-me, procurando-me...
tacteando-me...

A tua boca desceu em mim,
por mim...
repousando tentadora e delicadamente nos seios...
provando depois, (d)o meu ventre molhado...
surripiado à lucidez...
... que foi consumida por caprichosos desejos

Com a língua,  adentraste-me furiosamente...
Adorei(te) na urgência e fome do teu querer!
Na tua gula demorada...


Pintada da tua cor, desvaneci(me) no universo que me entregaste...
... em tabuleiro escarlate que me marcou a pele...
como tatuagem!


Tomaste(me) o corpo, que tremendo se encaixou no teu...
... numa confluência terna...
lenta,
sentida,
de calmas mas... profundas águas...

Enlaçados,
derramamos no uníssono... 
o arrebatamento que nossos corpos clamaram...
roubando ao tempo, esse tempo que era nosso... apenas!

Quedamo-nos...
... contemplando-nos...



Roubada daqui

16 comentários:

Azael disse...

a sensualidade do aproximar...
....a capacidade de o viver...

...a transmissão interna ( daquilo que somos feitos) ao outro!

...a unicidade do momento.

...a capacidade (no silêncio) escutar a alma, conversar com as sensações oferecidas!

...o simples!

e único!

o sentir ..

...do Toque!

( sentidos automatizados à sensualidade...música no corpo)

O corpo é um piano...os dedos...

"Nenhum ser humano é capaz de esconder um segredo. Se a boca se cala, falam as pontas dos dedos!"
Sigmund Freud



até um dia...
sê feliz...vive-te!

doiSabores disse...

suspiro... depois de ler as tuas palavras...
arrepiada ao visualizar o desenrolar dos acontecimentos...

Beijo doce

Venus in red disse...

Azael

Soberba capacidade, de captar a essência largada nas palavras empregues, em seis longos post's, de uma forma tão poética e harmoniosa!

Não sei dizer de outra maneira, que adorei o teu rasto...

Essa sensibilidade, que transportas na ponta dos dedos, toucou-me... na alma!


E com todo o respeito que me mereces, despeço-me de ti...
O meu egoísmo, dir-te-ía que preferia não o fazer... não deixar de ler-te... não agora!
No entanto,(acho que) entendo a viragem... logo, desejo-te uma vida plena... intensa!
Pode ser que voltes... nesta, ou sob outra forma...



Até breve! Na luz ou nas sombras...





Basium
(saudoso)

Venus in red disse...

doiSabores

Estes (e outros) momentos, que marcam uma passagem, deixando um trago de doce vivência, na nossa memória...

Gosto que suspires por aqui... novamente...

;)





Basium
(shuddering)

Vontade de disse...

Uma pessoa até fica sem fôlego...

Venus in red disse...

Vontade de

... para o recuperar de seguida e... voltar a perde-lo...

;)





Basium

Morning Star disse...

...boa capacidade de transmitir, a quem lê, o sentimento do acto/acção do momento vivido!Muita sensualidade!

bj

Venus in red disse...

Salvete Morning Star!

Feliz por saber que o sentiste!

É relativamente fácil de descrever, quando a marca que esses momentos deixam é assim... saborosa e intensa...



[Obrigada! ;)]





Basium

A.S. disse...

Oferece-me a beleza das tuas cores únicas
E dissolve-te comigo na mais bela tela de amor…


BeijOOOSSS
AL

Libertya... disse...

(...)Pintada da tua cor, desvaneci(me) no universo que me entregaste...
... em tabuleiro escarlate que me marcou a pele...
como tatuagem! (...)

As melhores tatuagens são as invisiveis,e indeléveis... no corpo...e na alma!

Deliciei-me no Venus... in black!!! A cor assenta-te como uma luva...
;)

Beijo meu
(blowned away)

Venus in red disse...

A.S.

Venus não oferece o Arco-Irís... ensina a pintar...
Há que saber/aprender, pintar(me) Dali na mente e... da Vinci no corpo...

;)





Basium

Venus in red disse...

Libertya

Já a "poeta" dizia "A memória é o perfume da alma" (George Sand)...

;)


Venus, assim como todas as mulheres, pode ser in... black ou in...red...
Pode envergar todas as cores e ser quem quiser! No mundo da intimidade, da fantasia... não há barreiras... se não as houver na mente!






Basium
(tinted on skin)

soft_inblue disse...

Bem...gastei os meus segundos mais bem empregues hoje ao ler este post. Foi uma leitura vertiginosa..quase sem pestanejar. Gostei muito! A beleza e a doçura das palavras não cortaram a tesão desse momento intenso que tão bem nos transmites.

um beijo suave..

Venus in red disse...

soft_inblue

Os teus mimos... como sempre!
Obrigada pelas doces palavras!

Confesso, que são momentos assim, perfeitos turbilhões que nos tomam e assolam que me enchem as medidas...

;)




Basium

Stargazer disse...

Vale a pena sobreviver para regressar, renascida das cinzas do que foi, e ler estas palavras, suavemente embebidas na insanidade dos sentidos provocados intensamente como só poucos sabem fazer.

Deixo-te um beijo, com sabor a ameixa...I know you love it.

From one Goddess to another,

:)

P.S. I'm back!!!

Venus in red disse...

My Star

So good to see you back... smooth but intensely!

Senti o beijo e devolvo... com o enigmático e maravilhoso sabor a after eight... 'cause I know you love it!

Remain here ... between Olympus and Earth...






Saevium