01 março 2010

A beleza...

Roubada daqui


... vem mesmo do interior?

Ou esta frase não passa de um cliché, bonita de se dizer, mas sem qualquer verdade em si?!
Não será a fealdade ou a ausência de um corpo modelado, bloqueador de interesse por parte do interlocutor?

Já muito se falou do assunto, mas fico sempre com mixed feelings, quando o assunto é o corpo (especialmente o feminino) e a presente noção de beleza... A magreza(mesmo que não seja a extrema), é sem dúvida o calcanhar de aquiles de muitas mulheres, que diariamente lutam com a contagem de calorias e uma selecção criteriosa do que ingerem, ultrapassando algumas, todos os limites do bom senso no que diz respeito á saúde! Tudo almejando o corpo perfeito!
E como é o corpo perfeito? Tem de ser magro, liso, firme, com formas diminutas?!......

Gosto de ser magra e elegante, sou cuidadosa com a minha imagem(especialmente a nível profissional), no entanto, na minha óptica, o absurdo começa, quando acaba o bom senso...

Porque os olhares fulminam de pena(ou desdém), quem não possui os padrões de beleza esteriótipados, os visados esquecem-se de viver e ser feliz!

O que acontece aos feios e gordos, actualmente?
Estarão eles, reduzidos a um ghetto social?

15 comentários:

@tt disse...

As tuas palavras carregam verdade. Na minha perspectiva, beleza é um conjunto de ícones que nem todos são portadores. No entanto existe sim uma beleza fisica bem como uma beleza interior, umas vezes lado a lado, na maioria bem separadas. ;))
Actualmente, essa dita beleza é conceito e cada um tenta o melhor que pode. As clínicas de estética e os ginásios dão uma grande ajuda.
Quanto à elegância o assunto é complexo e não deviamos ligá-la à aparência (ou beleza), mas sim à postura. Há pessoas menos bonitas e menos magras que primam pela elegância...



=))
[Haja bom senso, então!]

Loulou de Lyon disse...

Não! Os gordos e feios não são marginalziados! Há sempre alguma zarolha que lehs dá a mão para pegar, o peito para mamar e o pipi para aconchegar. No worries!

Venus in red disse...

É bem verdade @tt, a elegância, não estando intimamente relacionada com beleza exterior, emana da interior!

É bem verdade também, que as pessoas feias e gordas são segregadas de núcleos restritos da sociedade, ao qual só entra quem possuir determinados padrões(que não vale a pena referir, pois são do conhecimento geral)!Actualmente, determinados segmentos do mercado profissional, além do cv, espreita-nos a aparência e por vezes, lamentavelmente é esta que determina quem entra e quem é excluído!
... por isso não me acanho reforçando a palavra, lamentavelmente!

Cabe a cada um, encher-se de bom senso, sim!



Saevium

soft_inblue disse...

De acordo com o que escreves...Já pra nao falar na descriminação de pessoas com deficiencia, que sao outro grupo que tb é excluído.
Pessoalmente nao sou muito vaidosa, vivo bem com o meu corpo mas também tenho a minha parte de gordurinhas.
Acho que o importante vem de dentro...é isso que nos revela na nossa essencia. Aos olhos de quem nao nos conhece compreendo que valorizem os atributos fisicos, mas antes de decidir(no caso de uma entrevista de emprego) dar hipotese ao dialogo e trocar impressoes que penso serem muito mais interessantes do que um corpo bonito e uma carinha loraca.

Este tema dá pano pa mangas...
Ficava aqui o dia todo a escrever...hehe

blog agradavel;)

Um beijo suave

Vontade de disse...

Sempre preferi curvas a magreza... mas sou muito mais mental que física.

Venus in red disse...

soft_inblue, o importante vem de dentro, sem dúvida!
Mas... o que acontece hoje em dia, é que vivemos (quase) em função do cerco apertado a que somos sujeitos, por parte da imprensa, empresas, lobbies de(a) moda, etc... E, digo que vivemos em função disso, pois dificilmente os contornamos! O (bom)aspecto influência em grande medida as relações, principalmente as profissionais! A vaidade e o cuidado que temos é saudavél, desde que bem gerido! Desde que não tome conta de nós...


[A questão das pessoas portadoras de deficiência é outra questão... tão complexa quanto esta...]

[Podes vir sempre que te apeteça e escrever o que quiseres, é para nós um prazer... :) ]



Saevium

Venus in red disse...

Vontade de, e não é a mente o nosso motor de combate?! E é ela também, que esfomeada de estímulos, procura com consciência, interlocutores que a alimentem...

As curvas femininas... podíamos viver sem elas, mas não era a mesma coisa! :)



Saevium

Venus in red disse...

Salvete Loulou de Lyon!

As minhas desculpas, esqueci-me de ti lá em cima!

Quanto ao teu comentário, só me ocorre dizer; Mainada! Há lugar para todos...

:)




Saevium

Libertya... disse...

é claro que uma figura esbelta, a feminina então carrega mta sensualidade, tem o seu peso! o lado visual tem um impacto muito importante, apesar de ser muito mais emocional do que fisica, de mim falando. o cérebro é o elemento mais poderoso que podemos ter, e mesmo com corpos disformes podemos ter uma sensualdade que corpos ditos perfeitos não tenham...
penso que depende muito de pessoa para pessoa, mas ambos sabemos que o sentido visual tem muito impacto...
bj libertyo

Venus in red disse...

Libertya, é um facto que o impacto que o visual confere, especialmente numa primeira abordagem, é forte! Não o contesto! O que me aflige, é essa primeira impressão (vazia de outras perspectivas) determinar ou seleccionar pessoas, como se elas fossem apenas o "invólucro" que possuem!
Pessoalmente gosto de as olhar para além disso...

"...mesmo com corpos disformes podemos ter uma sensualidade que corpos ditos perfeitos não tenham..." ;)




Saevium

Felina disse...

A beleza interior fica sempre para segundo plano vivemos numa selva em que o visual é fundamental e um belo e luminoso sorriso de alguém que não tem razão tem mais valor que mil argumentos de alguém menos bonito que tenha razão, cada vez mais a embalagem está a ser mais importante que o conteúdo, e é assustador o numero de pessoas JOVENS a rercorrer à cirurgia estetica

Venus in red disse...

Felina, a cirurgia estética está banalizada! Faz-se, quase arbitrariamente, por tudo e por nada! Não constesto a sua utilização, a partir de uma idade em que a auto-estima da pessoa precise, mas como tudo... doseado!

A beleza fisica(natural ou não), tal como referes, é apenas e só a nossa embalagem!...



Saevium

afectado disse...

cada vez mais a beleza conta para tudo, mas isso não é tão bom como se pensa.

como referes há um limite do bom senso que quando ultrapassado é perigoso.

e há muitas mulheres que pensam que muito magras é que é bom. pessoalmente não acho isso...

Venus in red disse...

afectado

Não é tão bom como se pensa, nem tampouco doseado!
Porém os estéreotipos estão criados, as pessoas agem em função do mercado e pior...analisam as outras em conformidade com esses padrões!




Saevium

Dark`Eros disse...

Avassaladora, é a primeira coisa que a imagem me transmite! Mas, pode nao passar apenas disso, imagem. Eu, como sabes, sou muito mais de o somatorio que faz a mulher. Gosto mais de procurar a beleza(pequenas coisa), de determinadas coisa que me atraiem e me deixam doido. Sou mais de, já li algures, ver quem passa despercebida, mas ter um cabelo selvagem, um andar feminino sensual, uns pés lindos, uma inteligencia mordaz, etc